fbpx

O ex-prefeito e pré-candidato Djalma Galvão (PSD) usou sua página no Facebook para cobrar transparência e questionar o destino que está sendo dado aos mais de R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) enviados a Gandu pelo Governo Federal para enfrentamento e combate ao novo coronavírus no município. Um boletim divulgado no mês passado pelo Governo do Estado mostra que Gandu recebeu cerca de R$ 4.008.893,84 para uso exclusivo em serviços, compras e contratações ligados ao vírus. O valor total, porém, se aproxima dos R$ 6.000.000,00 (seis milhões), já que o boletim não contabiliza recursos oriundos de emendas parlamentares nem do Governo da Bahia.

Gandu está entre os 30 municípios na Bahia que mais receberam recursos do Governo Federal para enfrentar e combater o novo coronavírus, mas, mesmo assim, a maioria das ações efetuadas pelo atual gestão foram desastrosas e que nos levaram à restrições rigorosas. Além dos mais, os Ganduenses esperam desde abril o início nos atendimentos no Centro Especializado de Enfrentamento à COVID-19, instalado em uma UPA no bairro João Batista de Assis, e que até hoje, mesmo já estruturada e com equipamentos, ainda não foi inaugurada e ninguém sabe o motivo“, escreveu Djalma.

Ainda na publicação o ex-prefeito questiona também quais ações foram efetuadas em favor dos micro e pequenos empreendedores, além dos trabalhadores informais, os quais grande parte deles perderam suas fontes de renda com restrições impostas no comércio. Segundo Djalma, não houve sequer qualquer tipo de apoio financeiro ou orientação para esses trabalhadores.

Ao final, Djalma cobrou uma maior transparência com os gastos efetuados pelo prefeito Leonardo Cardoso e disse que uma fiscalização rigorosa será feita para descobrir de forma clara o destino que está sendo dado aos recursos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *